sábado, 4 de junho de 2011

Coisas que me tiram do sério:

Ligar para o lar da minha avó materna (não confundir com a bisavó mais linda de todos os tempos) e dizerem-me assim,palavra por palavra:
-Olhe,ó amiga agora o quarto da sua avó fica longe do telefone e eu estou na minha hora de saída por isso não vou acordar a senhora.
Tipo,a sério?
Eram 20h00!
Passei-me!
Posso dizer-vos que pagamos 700€ pelo quarto,fora os extras...700€ esses que vão ser orientados para outro lado qualquer...

E não,não estou a ser injusta nem precipitada,já não é a primeira vez que algo similar acontece e já chegaram inclusivamente a permitir visitas que eu tinha proibido terminantemente.
E eu gosto das coisas direitas.

9 comentários:

Ana disse...

Acho muitíssimo bem. Que péssimo serviço!

Me,myself & I! disse...

Mesmo,certo?
Eu ás vezes tenho medo de ser exagerada,mas foi realmente mal-educada,não foi?

Myann disse...

Acho que fizeste muito bem. Quando se paga por um serviço, tem de haver um mínimo de condições. Quando uma parte não cumpre as obrigações, a outra parte tem todo o direito a não gostar e a exigir melhor serviço. Não há melhor, procura-se melhor. Força!

Euphoria* disse...

Acho que fazes muito bem em ser cuidadosa. O que mais se ouve, é falar de lares que prestam péssimos serviços. Os nossos velhos merecem e devem ser tratados condignamente e com carinho.
Por isso se sentes que algo não está bem,começa a procurar outro lar.
bjs

Kristianna disse...

"Olhe ó amiga"!!!????

Desculpem??? AMIGA???

Ok, nao esperamos que nso tratem por doutoras , etc...mas...atençao!!!

Eles prestam um serviço, e tu pagas por ele...tenham paciencia...no minimo educaçao...

Para mim, tambem seria a gota de agua...esta n hora de saida, ok, todos compreendemos que a hora de saida pode ser sagrada...mas primeiro nao custa nada, segundo, quando se faz quzestao de nao o fazer, pede-se a quem la esta no seu horario laboral...para que o faça...

Eu apresentava queixa á gerencia...

beijos...

Quadrada disse...

Então pois claro! Eu apresentava era reclamação, que isso nem sequer são modos de falar para ninguém!

Mami ( Sónia ) disse...

Eu tinha-me passado mas passado a sério e te garanto que ia falar com quem manda no lar. Não deixava passar em branco.

cristina claro disse...

Eu cá teria dito assim:-Desculpe lá, mas por acaso descontar o cheque deu- -lhe assim tanto trabalho? É que se deu, eu arranjo quem não se queixe!!!

miúda do lado disse...

Para quem não sabe, eu sou auxiliar de geriatria. Tenho amor pelo que faço e pelos velhinhos, que a par das crianças, sçao os seres mais adoráveis do planeta. Garanto-vos que, se eu fosse familiar, além de me ter queixado a quem de direito, tinha exigido a identificação da fulaninha e ido eu mesma ter com ela. Por outro lado, se eu trabalhasse com essa coisa, no mínimo, partia-lhe os dentes a chapada!!!!
Revolta-me que um trabalho tão digno esteja entregue a bestas destas...
Hoje somos novos, amanhã estaremos no lugar daqueles que hoje prestamos auxílio!
E já agora, amiga???? Era o que me faltava!!!!