terça-feira, 20 de dezembro de 2011

I'm such a dog's person!

Foi cientificamente atestado que os cães têm sentimentos tais como pena, entendimento pela dor, noção do perigo e carinho por nós.
Agora eu pergunto:
Tiveram que fazer um estudo para isto?
Grande novidade!!

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

domingo, 27 de novembro de 2011

Democracy sucks?

O Gui perguntou-me se podíamos já ir buscar a caixinha das coisas de Natal para decorar a casa e eu, que estava num estado completamente vegetativo no sofá atirei a bola ao Pedro:
-Que achas?Levantamos o rabo e entramos no espírito natalício da coisa?
O Presidiário estava ainda mais preguiçoso que eu:
-Ei...não!Dia 1...Ainda é cedo!
Abracei-me ao pequenito e enquanto lhe dava muitos beijinhos disse-lhe:
-Na quarta,ok,fofinho?
Diz ele,exasperado:
-Não entendo porque é que tudo aqui em casa tem que ir a votos!

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

What´s in my bag? #1

Há uns tempos proliferava pela blogosfera posts com os conteúdos das malas...ora como eu ando sempre desactualizada resolvi fazê-lo só agora...
Pois aqui vai:
O maravilhoso mundo da mala de uma presidiária:
Hoje levava pouquíssima coisa,fui só à Rituals comprei o creme que podem ver mas como me esqueci do telemóvel em casa voltei a correr!

As coisas que se descobrem!

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

domingo, 13 de novembro de 2011

Momento WTF do dia:

Diz assim o Gui:
-A mamã tem uma cara mesmo estaladiça!
O Pedro começou a rir-se e disse:
-Vê-se mesmo que não sabes o significado de "estaladiço"!
-Sei,sei...quer dizer crocante!!
Se eu metesse muitas Pringles na cara dela...

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Desculpa não ser um dicionário gigante,a sério!

Pior ainda que ter um filho que se julga o supra-sumo dos sabichões é mesmo ter um que acredita intrinsecamente,com cada centímetro da sua pele bem-cheirosa e fofinha que somos infalíveis.
Hoje fez-me uma pergunta de manhã à qual eu simplesmente não sabia a resposta.
Nem dá para descrever a carinha de desapontado que ele fez!
Custou-me mesmo olhar para ele e sentir que tinha acabado de derrubar abruptamente um dos alicerces mais sólidos das suas convicções:
-Há coisas que TU não sabes?
Por momentos pensei que tivesse ido parar a uma cápsula do tempo e aterrado na primeira classe com aquela professora sinistra que tive que só me fazia perguntas para as quais não estava minimamente preparada.
Ali estava eu, exposta e envergonhada a tentar justificar ao meu filho de sete anos que "ninguém sabe tudo no mundo"...
-Eu sei...-disse ele tristemente-mas achava que tu eras diferente...

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Death and all his friends

Lembro-me da primeira vez em que realmente me apercebi o que era a morte.
Foi numa noite de Inverno e foi uma sensação tão perturbadora, tão inquietante, tão "negra" que fiquei cheia de calafrios e picadelas no coração (e vontade de me enfiar na cama da mamã...mas guess what?Não estava em casa!)
Parecia que me tinham dado um grande soco no estômago e agora estava a ver tudo mais claro.
É horrível a certeza da nossa impotência face a este cenário.
Não há ABSOLUTAMENTE NADA que se possa fazer para a impedir e é exactamente isso que a morte tem de tão assustador!
É por todas estas razões que eu minto ao Gui.
Não lhe escondo nada, respondo-lhe abertamente a todas as questões, mas nesta é imperativo dourar a pílula um bocadinho e afastar-lhe os temores,quando se questiona acerca da sua própria mortalidade:
"Não,Gui. A nossa família não morre.Só,claro, se tiverem algum acidente ou assim,por isso é que temos que ter cuidado com os carros e não nos podemos debruçar nas janelas e assim...de resto, não nos acontece nada."
Ele tem muito tempo para descobrir a verdade.

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Cat Fight

Depois de eu e o Gui termos entrado em competição para ver quem ficava com o último bocado do gelado de Strawberry Cheesecake e de ele para me demover me ter dito:
-Olha que depois vai tudo para as maminhas...
Contrapõe o Presidiário:
-Dizes isso como se fosse uma coisa má?

sábado, 29 de outubro de 2011

O que é que se responde a isto?

Depois do Presidiário me ter pedido ajuda num artigo e eu o ter esclarecido num instante, diz o Gui, muito orgulhoso:
-Não sei o que é que fazias sem a nossa mãe,pai!
Eu peguei nele ao colo (quase que estalava as costas,que ele está um chichudo de primeira,o grande balofo!) e disse-lhe sarcasticamente:
-Olha para ti,que fofinho...é a pensares nas prenditas de Natal,é,seu malandro?
E diz ele:
-Não!Eu hoje de manhã é que me lembrei que me deixaste morar na tua barriga...Foi muito simpático da tua parte!

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

T.P.C

Uma das coisas de que não abdico é ajudar o Gui com os trabalhos de casa,gosto de o observar e tentar compreender aquilo a que tem mais dificuldade.
Ontem,por exemplo apercebi-me que ainda não sabia bem os meses do ano...
Lá lhe expliquei,personalizando, "em Janeiro é o ano novo,é o primeiro mês,Fevereiro é aquele mais pequenino,só tem 28 ou 29 dias,Março é o mais especial,porque é quando fazes anos,(...)" e ele lá decorou.
Depois, outra das tarefas era fazer rimas com os nomes de meses e do que é que ele se lembrou?
(...)
Em Maio, sou atingido por um raio!
(...)
Em Novembro fico ansioso pelas prendas de Dezembro...
Fartei-me de rir!
É por isso que corrigir os deveres dele é impagável,há sempre qualquer "saída à Gui"!

Momento WTF do dia:

Ir às Finanças com o Gui e ao falar da declaração do IRS perguntarem-me se entregava conjuntamente com os meus pais (tipo,tenho assim cara de tão novinha?Wtf?) e o Gui responder num tom repreendedor:
-Claro que não,a minha mãe não tem pais!
Depois,dando-me a mão por baixo da mesa,disse-me no tom mais fofinho do mundo:
-Deixa lá peluchinha,se eu fosse teu pai eu nunca te largava e estava sempre a encher-te de beijinhos...

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Depois de ir ao armário dos detergentes e ter encontrado as prendas de Natal...

...o Gui começou a bombardear-nos com perguntas:
-Oh!O que é?
Diz-me,mãe,diz...
Só a primeira letra!
Vá lá,vá lá...
Insistiu tanto que só para o calar disse assim:
-Ok,ok...Digo-te a marca...São da Hasbro.
-Hasbro?Hasbro?Não conheço!
Passado um bocado estava o senhor Gui alapado no móvel da sala a pesquisar "Asbro" no Google...

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

As maiores vergonhas da minha vida, parte II

Este episódio podia ficar ex-aqueo com o anterior, pois foi igualmente mau,tão mau que nunca mais o Gui saiu sozinho com o pai,mas como não se passou comigo, mas sim com o Presidiário, o meu incidente mereceu destaque!
Toda a gente já sabe da "panca" que o Gui tem por narizes,certo?
De vez em quando dá-lhe para apertar,beliscar,e outras coisas que tais...tenham isso em mente.
Um dia,há três ou quatro anos atrás, era o meu jovem criminoso apenas um imberbe bebé,o Presidiário levou-o a passear.Foram ao cinema,foram comer fora,andaram a tirar fotografias,foram ao Toys 'R' Us comprar um elefante gigante,um programa em cheio!
A determinada altura o Gui começou a ficar com sono e pediu colo,coisa que o pai acedeu prontamente.
Andaram um bocado quando de repente,o pequenitates afinfa-lhe com os dentes na sua parte da anatomia preferida e não o larga!
O Pedro ainda agora conta que sentiu cá uma dor, que parecia que tinha ficado sem nariz e deu-lhe uma palmada,pois claro.
O puto,pouco habituado a represálias ficou todo sentido e o pai,ainda todo dorido,disse que já não o levantava mais e dirigiu-se para o metro.
Como estava muita gente na fila,pois era fim do mês,andava tudo na renovação dos passes e a confusão era enorme o Pedro,como bom pai, pegou nele ao colo,para o confortar.
O Gui,perito em retaliar começou logo a falar alto:
-Ai agora já gostas de mim?
Só por te dar beijinhos no nariz levei uma grande coça...
Põe-me no chão,que tu és mau!
Volto a repetir que a estação estava CHEIA de gente.
O Pedro diz que só lhe pediu para se calar senão levava outra palmada,mas o histérico continuou:
-Por favor não me batas mais...
Estás sempre a bater-me!
Eu sofro tanto!
Sou um desgraçado!
(Esta do desgraçado ainda hoje é mítica cá em casa!)
O Pedro aqui já estava a agradecer aos deuses não haver segurança por ali, porque não tinha trazido os documentos e já se estava a imaginar numa esquadra da polícia...
-Laaaaaaaaaaarga-me!Tu não és meu pai!
Deixa-me ir para o chão!
Largue-me senhor,por favor!
Aqui o Pedro enervou-se,colocou-o no chão e disse que de castigo ia a pé para casa.
E diz o Gui aos gritos:
-A pé?Eu nem consigo andar!Estou cheio de pisaduras!!

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Três novidades muito rápidas:

1-E não é que eu hoje descobri que havia outro "Diário de uma Presidiária"??
Aqui.
Muito mais recente,lá achou o meu nome giro...
2-O tal blog é MESMO de uma PRESIDIÁRIA!E eu a tentar ser original...
3-O estaminé já tem Facebook...
Quem se quiser juntar é muito bem-vindo!

Pontos nos i's!

O post d'ontem foi apenas um desabafo...
Sentei-me para escrever algo e saiu-me aquilo inadvertidamente.
Já estive quase,quase a carregar em "eliminar",mas depois pensei que talvez fosse uma falta de respeito para todos os que amavelmente vieram aqui dizer algo.
E só para descargo de consciência,não sei se a minha forma de escrever deixa de algum modo transparecer isso (hope not!) mas eu NÃO sou assim tão boazinha.
A sério!
Não sou assim muuuuito boa pessoa,o que tento é,efectivamente, ser uma pessoa bem-disposta,proporcionar ao Gui tudo aquilo que eu não tive e tentar compreendê-lo ao máximo (o que não é difícil,visto termos praticamente a mesma idade mental!)
Cheguei no entanto à conclusão que escrever todas estas lamechices me incomoda bastante,e como,de facto não tenho nada de muito simpático para falar acerca dos meus dias passados,resolvi então parar de escrever sobre estes assuntos.
Sinto que ao invés de um blog engraçado e cómico isto se está a tornar exageradamente "pesado" e eu não quero defraudar as expectativas de ninguém!
Quero que toda a gente saia daqui com um sorriso nos lábios (nem que seja por abalarem da página e saber que nunca mais voltam...)!

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Dia de ir ver a mãe...

Quando era pequena o sábado era o meu dia preferido!
Passava a semana toda nos meus bisavós,mas aos sábados,caramba,aos sábados,finalmente ia vê-la!
Para mim a minha mãe era intocável,era engraçada,sabia tudo,era uma excelente cantora,desenhava mais que bem e tinha toda a aura de uma deusa...
Era simplesmente a mulher mais linda do mundo.
A casa dela era enorme,tinha quartos e mais quartos,quintal e dois sótãos e estava recheada de coisas lindas,desenhos,quadros,fotografias,móveis e objectos excêntricos,papéis,colecções de canetas e de perfumes,miniaturas,maquilhagem,lindos vestidos,barbies (que nunca me deixava tocar),coelhinhos bébés e todo um manancial de objectos (tipo walkmans) que eu nem fazia ideia para o que serviriam...
Lembro-me que me fez um caderninho com desenhos e a respectiva palavra em inglês e eu andava sempre com ele num misto de orgulho e satisfação.Decorei as palavras rapidamente para que ela,a pessoa mais inteligente de todos os tempos, pudesse ter um bocadinho de vaidade em mim e venerava as figurinhas do papel como se fossem pinturas dos mais belos quadros...
Outra das memórias que tenho dela é a de a ouvir cantar o "Anel de rubi" do Rui Veloso,basta começarem os primeiros acordes para me trazer de volta todas as reminiscências da minha infância...
O sábado era mágico,era o dia onde tudo podia acontecer,onde só havia lugar para a felicidade...o dia em que eu via a minha amada mãe!
Claro que quando eu chegava lá a casa tudo mudava de figura,ou estava a dormir,ao telefone ou simplesmente aborrecida demais para falar comigo e eu,claro,desesperava por atenção e culpava-me por não ser suficientemente interessante para a minha mamã conseguir gostar de mim.
E então aos 7 anos descobri que a minha mãe não era assim tão especial nem tão extraordinária.
Nenhuma criança devia ter que fazer tal descoberta.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

domingo, 2 de outubro de 2011

Haja humildade!

Para me imitar o Gui colocou uma das minhas fitas do cabelo e lambuzou-se todo de baton...
Passado um bocado,aparece sem fita e diz-me assim:
-Tirei a  tua bandolete,mãe!Estava a comprimir o meu cérebro gigante!

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Happy birthday to me!


Nasci numa tarde qualquer,no fim de Setembro,depois da minha mãe ter carregado heroicamente kilos e kilos de açúcar,por lhe ter apetecido marmelada (só isto demonstra bem a inteligência e a sensatez da tipa!)
Uma bebé com cabelo louro,olhos castanhos,branca como o raio-que-me-parta e de estatura mediana (só isto espelhava bem o que a minha vida iria ser dali para a frente-BANAL!)
Quando os meus bisavós me viram assim,uma criança desenxabida,pequenina e chorona foi um caso de amor à primeira vista e trataram logo de não mais me largar...mas aos dois anos,iniciando aquela que foi a maior aventura da minha vida fugi de casa:
Foi premeditado:peguei num saco,em duas listas telefónicas,alapei-me em cima delas para conseguir chegar à fechadura e abalei porta fora até onde o destino me levasse...
Quis o destino que só fosse até à mercearia,pois uma senhora reconhecendo-me,ao ver-me ali sozinha perguntou-me o que é que eu estava a fazer ao que eu,levantando orgulhosamente a minha saca,respondi:
-Vou às compras!
(Revelei a minha tendência para o consumismo desenfreado assim cedo...BONITO!)
Aos três comecei a desenvolver a minha apetência nata para me perder,perdendo-me dos meus bisavós em plena Avenida dos Aliados...e durante a noite de S.João enquanto me compravam uma daquelas coisas que se colocam na cabeça e dão luz...mas lá acabaram por me encontrar.
Parecia que estava sempre a querer-me ver livre deles mas não,eu lá era muito feliz era somente burra como uma porta!
Como poderia querer fugir de uma casa onde me estavam sempre a dizer que eu era linda como o sol?
Onde tinha todos os mimos do mundo e ainda mais alguns?
Uma casa em que me faziam todas as vontades,onde me davam tudo o que podiam,onde todos os dias eu tinha salada de fruta acabadinha de cortar sempre que pedia?
Onde era eu que escolhia os menús do dia?(Literalmente...a minha bisavó,doravante chamada de mamã,todas as manhãs me dava duas escolhas e era sempre eu quem decidia).
Como poderia querer-me escapar de prego em prato que o meu bisavô me trazia à meia-noite,hora a que saía do trabalho,cheio de saudades e ansioso por me ver?
Onde dormia agarradinha à minha mamã,cheia de medo do espelho do guarda-vestidos?
(Em minha defesa tenho a dizer que o raio do espelho se mexia,ainda hoje tenho medo dele!)
Lá me aguentei sem nunca mais fugir nem me perder...até aos sete anos!
Altura em que a minha excelsa mãe decidiu que lhe apetecia exercer essa função e me levou da escola,o que culminou em arrombamentos de porta,aglomerados de vizinhos na rua,a minha família de costas viradas,fotografias em jornais (e eu que até nem sou nada fotogénica...) e a minha posterior institucionalização num colégio.
Durante DEZ anos.
Depois disso posso dizer que assisti à morte do meu bisavô in loco,comecei a namorar com o meu melhor amigo,assisti à degradação do estado de saúde da minha bisavó,presenciei a venda da minha casa de infância,engravidei e tive o meu filho,acabei os estudos e tornei-me uma mulher.
E agora?
Estou novamente numa casa onde me dizem que sou linda como o sol,onde tenho todos os mimos e mais alguns,onde tenho salada de fruta sempre que me apetece fazê-la,onde sou eu que também escolho os menús do dia e donde também não quero fugir...

terça-feira, 27 de setembro de 2011

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Gui e as suas lições de moral

Ao jantar o Gui resolve desabafar:
-Sabem,hoje a professora ia ralhar-me...
-A ti???-perguntamos surpreendidos.
-Sim,porque quando estávamos a vir do intervalo,eu deixei passar aquele turbilhão todo,para não cair das escadas abaixo e fui o último a chegar à sala e a professora perguntou-me porque é que me demorei tanto.
-E tu?
-Eu disse assim: sabe,professora,mais vale perder um minuto na vida do que a vida num minuto!

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Happy birthday,my dear!

Faz hoje 28 anos que nasceu aquele que, sei-o agora, se tornou o homem da minha vida.
Antes de fraldas,halibut e piadas sarcásticas dum pequeno terrorista que vocês bem conhecem,éramos só nós os dois contra o mundo.
Gostava de poder dizer que foi logo amor à primeira vista,daqueles mesmo avassaladores, com a paixão a consumir cada centímetro de nós,mas não,foi um afecto tardio cultivado pelas inúmeras tardes de estudo e da mais despretensiosa amizade.
Hoje, não sei dizer como é que olhei para aqueles olhos verdes e não me apaixonei desmedidamente mas a verdade é que, e talvez fruto do meu inexistente relacionamento com os meus pais, me tornei numa pessoa com franca incapacidade para abrir o meu coração sem reservas.
Não sou uma pessoa fácil,tenho plena consciência disso,sou extremamente sensível,ansiosa,insegura e todo o meu aparente à-vontade,capacidade de argumentação e poder de oratória são apenas parte da minha camuflagem.Escondo-me por detrás das piadas e da arrogância, construindo todo um muro à minha volta.
Um muro outrora intransponível.
Que só cedeu e se desmoronou perante a pessoa mais dócil,compreensiva e bondosa que conheço.
Não me apaixonei pelo lado desportista,pelo fantástico conhecimento acerca de tudo,pelo sorriso sexy e pela voz mais sensual de todos os tempos...o que me cativou foi a sua segurança, a sua integridade,a capacidade de me fazer sentir especial e ver,com aqueles olhos encantadores e estranhamente hipnotizantes algo mais em mim,além de uma miúda mimada e com um estranho sentido de humor.
Não posso dizer que sou melhor pessoa agora,do que quando nos conhecemos, continuo com uma ambição desmedida e o meu narcisismo característico,mas a realidade é que sou industrialmente mais feliz.
Tenho ao meu lado uma pessoa que me ama exactamente como eu sou,com todos os defeitos adjacentes e um pequeno clone (que neste momento está a dormir de cabeça para baixo,agarrado ao seu peluche e a ressonar como um pequeno tractor) e não os trocaria nem por um telemóvel topo de gama com saldo ilimitado para o resto da vida.
Nem pelo euromilhões,já agora!
(Embora se calhar,já hesitasse um bocadinho...)
És lindo,Pedro.
Não há nenhum outro lugar onde eu preferisse estar.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

É nestas alturas que me pergunto: "Onde está Deus?"

Muitas vezes eu e o Pedro discutimos a vontade que temos de ir para uma casa maior, e fazemos contas,lamentamos-nos e queixamos-nos da crise e do facto de já não podermos gastar como antigamente...
Ambiciono muito,é um facto,queria mil e uma coisas e fico frustradíssima quando não obtenho o que eu quero na altura...
Hoje levei uma grande chapada na cara quando li esta notícia e apercebi-me,mais uma vez,que não tenho absolutamente nada que me queixar...basicamente tenho tudo o que me faz falta,pago as minhas contas a tempo e horas,nunca me falta comida na mesa e consigo mesmo repartir com os outros,chegando mesmo a ter coisas absolutamente desnecessárias,como ter 4 mochilas de diferentes cores para o Gui e ainda um trolley do Homem-Aranha.
Olhei para o espelho e achei-me ridícula.
Dois irmãos suicidaram-se "por não aguentarem mais a pobreza extrema devido à crise económica" e eu andava aqui a suspirar por merdinhas...

Obrigado pelo esclarecimento!

Ontem a Lara,uma moreninha da turma do Gui colocou-lhe um desenho de um coração e as iniciais dos dois nomes na mochila dele.
Quando abriu a mochila e reparou naquilo,perguntou-me preocupadíssimo:
-Não achas que isto quer dizer que ela gosta de mim,pois não?
-Honestamente?Acho que sim...coraçõezinhos e tal...porquê?Não lhe achas piada?
-Não...eu é mais loiras!

Sete aninhos,senhores,SETE!

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Gui-o-inventa-palavras

-Como se chamam as pessoas que vivem na França?
-Franceses,óbvio!
-E em Nova Iorque?
-Americanos!
-E na Itália?
-Italianos...
E na Bélgica?
-Belgas,como as bolachas!
-E no Japão?
-Japoneses,claro!É o país da bomba atómica!
-E na Madeira?
-Na Madeira?Madeirosos?
-Não!
-Hã...móveis?

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

It's the end of the world as we know it...

Estava o Gui a ver imagens no computador quando se lembra e me pergunta:
-É verdade que em 2012 o mundo pode acabar?
-Isso é uma profecia,Gui...há quem acredite e há quem não ligue...como eu!
Ele pousa o portátil muito rapidamente e vai brincar para o quarto,resoluto:
-É melhor então ir brincar com os Legos,enquanto posso!

domingo, 11 de setembro de 2011

11 de Setembro

Lembro-me perfeitamente do choque,da incerteza,do medo,do pânico e da absoluta certeza de que nunca mais as coisas seriam como dantes.
Penso que toda a gente que presenciou o momento sentiu que de uma maneira ou de outra,haveria um mundo antes e pós 9/11.
Estava a voltar da escola,ainda incólume pela ignorância quando vi as primeiras imagens na televisão.
Fiquei literalmente boquiaberta.
E ninguém me soube explicar o que é que tinha acontecido...era eu ali "O que é que aconteceu?O que é que se passou?" e os meus bisavós completamente siderados,de lágrimas nos olhos e pálidos com tanto terror.
Já agora,e digo isto com a maior das honestidades,por mais explicações que me tenham dado,documentários,Loose Change and so on...continuo sem perceber o que é que se passou.
É tudo tão surreal que só me parece um sonho mau,do qual poderei acordar a qualquer momento.

Prioridades

Diz-me o Gui:
-Acabei de espreitar a dispensa e vi que compraste montes daquele muesli que eu não gosto...
-É suposto ser saudável,Gui...vais ver como aprendemos a gostar!
-E compraste muitas latas de feijão...
-Apanhei uma boa promoção no supermercado...
-E vi no sítio do papel higiénico e tens lá 68 rolos...
-Mas isso já é pelo teu pai,que gasta papel misteriosamente...e já sabes como eu sou uma control-freak que não gosta de ser apanhada desprevenida...
-Sim...mas...
-O quê?
-Então porque é que só temos um frasco de Nutella?

sábado, 3 de setembro de 2011

Primeiro aniversário

Vou falar no primeiro aniversário de um blog...mas não é do meu!
Já toda a gente conhece o Close Up! o blog de cinema?
Pois...a partir da meia-noite vão comemorar o primeiro aniversário e para festejar à grande vão fazer uma maratona de passatempos...
24 passatempos em 24 horas!
Ide lá espreitar!

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Aluga-se à hora!

A parte mais incompreensível de ter um filho peste (giro,sim mas completamente desbocado) é toda a gente gostar dele.
Ele faz as piores tropelias,inventa piadas sarcásticas,aponta defeitos,não está um minutinho calado e ao invés de o quererem ver pelas costas parece que foram tomados de assalto por alguma poção de amor daquelas dos desenhos-animados em que até se vê coraçõezinhos a saírem dos olhos e tudo!
Dou-vos um pequeno exemplo:
Eu e o Pedro costumamos ir a ante-estreias às terças e/ou quartas e quando a exibição não é apropriada para uma criança de sete anos costumamos escolher uma vítima à sorte e deixá-la entregue à fera...mas contrariamente ao que se poderia pensar a "chacina" revela-se muito mais prazeirosa do que à partida se poderia supor,facto comprovadíssimo pelas milhentas chamadas que temos recebido...
Até agora já se ofereceu a avó,os bisavós,o tio,o meu padrinho,a minha prima,duas amigas,um amigo e até uma ex-professora.
A parte engraçada é que pelo metade desta lista nem sequer acha particular graça a crianças...go figure!
Estou a considerar seriamente começar a cobrar por me fazerem este favor...até lhes faço desconto e tudo com a tarifa de família...

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Aprender a ser inconveniente para totós!

O Gui tirou um curso chamado "como-envergonhar-a-sua-progenitora-em três-passos",só pode!
Será que já é tarde para o devolver à proveniência,leiloá-lo,dá-lo para a caridade,sei lá?
Hoje no restaurante em que almoçamos encontrámos uma ex-colega de turma que teve uma paixão assolapada pelo presidiário nos tempos de escola.
Ora,sendo ela que nos estava a atender tentei ser o mais cordial possível e fiz as perguntas da praxe:
-Então,está tudo bem?
Ela aproveitou a deixa para se apresentar ao Gui:
-Olá,eu sou a Viviana, amiga (?) da tua mamã e do teu papá!
E o que é que o meu pequeno traste se lembrou de dizer?
Criticar o nome?Fazer alguma piada?
Não!Isso era muito soft para sua excelência!
Recorreu à sua prodigiosa memória de elefante para se recordar de uma conversa que tivemos há meses atrás quando estávamos a ver fotos do meu álbum da escola:
-Viviana?Olha,tem aquele nome caricato como aquela gaja que era uma porca e tentou engatar o pai,lembras-te mãe?
Não sei o que foi pior, a cara de espanto/terror da rapariga ou riso contido do Pedro...só sei que ela foi rapidamente atender outra mesa,enquanto nos enviava uns olhares pouco cristãos...
Quando lhe expliquei quem a empregada de mesa era,em vez de ficar envergonhado com o constrangimento que acabara de causar e se remeter ao silêncio o resto da refeição diz ele muito alto:
-Ei!!!Só espero que ela agora não nos cuspa na comida!

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Momento WTF do dia:

Estava o Gui a cantar "Halo" da Beyoncé:
"Play Halo...play Halo,Haloooooooooo..."
-Play Halo?A música não é assim!
"Olha admite que tem mais lógica assim,olha admite lá...halo é um nome de um jogo e tudo!"

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

As maiores vergonhas da minha vida...

Não que vocês não estejam fartos de saber do que é que o Gui é capaz...mas decidi reunir num post as maiores atrocidades da pequena criatura,os momentos mais embaraçantes,mais ultrajantes,mais vergonhosos de toda a sua existência...da série "caraças-que-tanto-jeito-me-dava-um-buraco-agora"!
Seleccionados cuidadosa e escrupulosamente num Top 3 só para vocês...
O Gui pode ser verdadeiramente amoroso,pode ser queridinho e distribuir mais de mil beijinhos por dia,mas isso não invalida o facto de ele ser incrivelmente safado...e mauzinho...e vingativo!
Nem vou referir aqui aquela vez que disse que queria ser psicopata quando fosse grande...se me envergonhou perante os meus familiares?Envergonhou sim senhora!Mas aí ele era ainda um imberbe aprendiz comparativamente à altura que fez o que vos vou contar a seguir...
Dois aninhos de aprendizagem fazem muita diferença,oh se fazem!
O Gui tinha 3 anos e embora já tenham passado 4 desde que isto se passou continuo traumatizada com a situação,basta passar numa paragem de autocarro para reviver outra vez o pesadelo e começar com suores frios...
NUMBER ONE:
Era um dia de calor abrasador em que eu tinha milhares de coisas a fazer,entre elas a de ir comprar roupa para ele.Surpreendentemente conseguimos fazer tudo em tempo record e deixamos os saldos para o fim.
Experimentou tudo...calças,camisas,t-shirts e portou-se divinalmente,saímos da loja e decidi levá-lo a lanchar.
Teimou que queria um bolo cheio de creme de uma pastelaria,disse-lhe que não,que não tinha bom aspecto e que íamos a outro lado.Gritou,esperneou e eu,para castigá-lo disse-lhe que já nem sequer iria lanchar,que iríamos apanhar o autocarro directamente para casa.
Sem eu saber tinha acabado de despoletar a raiva do meu pequeno delinquente...
Na paragem estava muita gente,na sua maioria senhoras de idade,que ficaram todas entusiasmadas com o tamanho dele:
"Ai,que bebé tão querido!"
"Queres sentar-te à minha beira,meu amor?"
Aproveitando-se da súbita atenção aquela pequena mente maquiavélica engendrou um plano de retaliação e começou a lamuriar-se,entre suspiros:
-Ai!Tenho tanta fome!
Comecei a sentir os olhares censuradores...
-Tenho fome,mãe...dá-me um bolinho,por favor!
Aqui já começaram a comentar baixinho...
-Mamãzinha,dá-me de comer que eu estou cheio de fome!
Aqui já era TODA a gente a olhar para mim,a recriminar-me...
-Ó mãe,mãe...nem que seja um pão...qualquer coisa!Tenho fome e tenho sede.
Nesta parte olhavam para mim com tanta raiva que se pensamentos matassem eu já estava morta e enterradinha.
Ainda antes da chegada do autocarro, e não se dando por satisfeito,diz D.Gui:
-Já não como há tantos,TANTOOOOS dias!!!

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Conversas de crianças

Pela primeira vez deixei o Gui ir brincar para a entrada com um amiguinho,mas control freak como sou fiquei a ouvir a conversa toda pelo intercomunicador (shame on me,I know!).
A conversa foi resumidamente esta:
Miúdo-Trouxeste Bayblades?
Gui-Não gosto de bayblades,são um brinquedo idiota e não tem lógica andarem-se a destruir uns aos outros com piões..."ui vamos rodar até um de nós morrer..."de quê?De tonturas?Pegava-se numa bazuca e dava-se logo cabo do gajo!
Miúdo-Então vamos brincar a quê?
Gui-Queres brincar ao Capitão América?
Miúdo-Como é que se brinca?
Gui-Sabes quem é o capitão América?
Miúdo-Não...
Gui-Sabes quem é o Lanterna Verde?
Miúdo-Não...
Gui-E o Thor?
Miúdo-Não...
Gui-Já que não percebes nada de super-heróis,podemos...sei lá...subir a uma árvore!
Miúdo-A uma árvore não senão rasgo a roupa e o meu pai dá-me uma coça...
Gui-O teu pai bate-te se estragares a roupa?Isso é absurdo!Se o meu pai me batesse por isso a minha mãe partia-o todo!
Miúdo-A tua mãe é que manda em casa?
Gui-Não...A minha mãe trata da comida e da roupa,o meu pai manda na loiça,no lixo e no aspirador e eu sou o responsável pelo departamento dos brinquedos.
Miúdo- Ahh!
Fez-se um bocado de silêncio e diz o Gui:
-Tu és aborrecido.Vou-me embora.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

E a saga dos narizes continua...

Não consigo perceber esta atracção do Gui por esta parte da anatomia do corpo humano mas a verdade é que é um fascínio que já vem de pequeno...hoje depois de ter mordido à socapa o meu nariz e do pai e ter levado com o olhar "WTF??" desculpou-se assim:
-Mais vale comer dois narizes que comer um e ficar desconsolado...

*Se alguém perceber o que ele quis dizer,elucidem-me,por favor!

Depois de andar meses e meses a evitar a minha irmã...

...ela liga-me hoje para o telefone fixo e quem atendeu foi o Gui.
-Mãe,é a estúpida da Gena,estás em casa?

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Adenda ao post anterior

Eu juro que gostava de saber onde é que ele aprende estas coisas...
Ele é uma criança desenvolvida e tal,mas o inglês dele não é o bastante para ele ter traduzido a música!
Quer dizer...penso eu!
Depois desta de hoje...

Lily Allen?Banned!


Mas quem me manda a mim gostar de músicas com conteúdo impróprio para crianças?
Depois ando pela casa a cantarolar,como diz o Gui,ou a ver videoclips e comprometo o desenvolvimento saudável da criança!
(Ou o miúdo traumatiza-me a  mim,como foi hoje o caso!)
Eu sei que ter uma mãe como eu já é meio caminho andado para se tornar um pequeno degenerado no futuro,mas ele também se lembra de perguntar cada coisa...
Estava eu na esplanada da praia com umas amigas quando começou o ataque:
-Head é cabeça,não é?
-É,Gui!
Passado um bocado:
-E "giving"?É dar,não é?Não entendo a música da Lily Allen,dar cabeças...não tem lógica!-disse ele muito pensativo e compenetrado.
Fiquei encavacada,juro!
Ainda por cima estava a beber limonada,inspirei aquilo pelo nariz com a surpresa,começou-me a arder como o caraças e elas desataram-se a rir...
Boa pergunta,Gui!Até quero ver como é que a tua mamã se vai safar desta...
Facilmente,tenho um doutoramento em desenrasque (esta palavra existe?) há já seis anos,que este puto parece que já veio com um manual de perguntas embaraçosas incluído...
Respondi:
-Ah e tal,sabes aqueles filmes foleiros em que o rapaz diz à rapariga que não pode viver sem ela e que lhe dá o seu coração?Há coisas que não se podem traduzir à letra porque há palavras que não existem cá...isso,por exemplo quer dizer que ela lhe deu a cabeça,porque passava os dias inteiros a pensar nele...
-Ah!Realmente faz sentido!Pensava que era tipo ela dar-lhe com coisas na cabeça por ele não saber fazer sexo...

(Para quem não percebe este post,ver tradução da música aqui!)

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

O msn fez um artigo chamado Estrelas sem maquilhagem e o Gui mal leu aquilo quis ver...
"Mãe,anda ver as estrelas sem maTilhagem,como daquela vez que estivemos a ver..."
De repente releu aquilo e disse:
-"Maquilhagem?Maquilhagem?Ó mãe anda ver como isto está escrito!Que nabos!"
Lá lhe expliquei que era assim que se escrevia,que o correcto era maquilhagem,não matilhagem e diz-me ele todo desesperado:
-"O quê?Eu andei a dar erros a minha vida toda??"

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

A todos os emigrantes que me lêem...

... vinde devagar abraçar Portugal!


E por favor, não venham no "carro da maldade" (WTF?),pois estais sujeitos a morrerem juntamente com  a vossa família toda!

Para os verdadeiros fãs deste grande cromo cant(aut)or, aqui fica o raio da letra deste mega-hit mundial:
"Imigrante vem devagar por favor, 
temos muito tempo para lá chegar 
e depois, lá diz o velho ditado: 
Mais vale um minuto na vida, 
do que a vida num minuto." 
 Passou-se no mês de Agosto, 
este drama tão cruel 
de um imigrante infeliz 
Foi tanta a pouca sorte, 
na estrada encontrou a morte 
quando vinha ao seu país 
Do trabalho veio a casa, 
preparou a sua mala 
e partia da Alemanha 
Mas seu destino afinal 
acabou por ser fatal 
numa estrada em Espanha 
Dizem aqueles que viram 
que ele ia tão apressado 
a grande velocidade 
Foi o sono que lhe deu 
o controlo ele perdeu 
desse carro de maldade 

 Foi o sono que lhe deu 
o controlo ele perdeu 
desse carro de maldade 
 Trazia na sua mente 
ir ver o seu pai doente 
que estava no hospital 
Na ideia um só pensar 
o seu paizinho beijar 
ao chegar a Portugal 
Mas tudo foi de repente 
partiu de Benavente 
o drama aconteceu 
Ele vinha tão cansado 
de tanto já ter rolado 
e então adormeceu 
Nada podendo fazer 
num camião foi bater 
e deu-se o choque frontal 
Seu carro se esmagou 
e desfeito ele ficou 
num acidente mortal 
 Seu carro se esmagou 
e desfeito ele ficou 
num acidente mortal 
 Ele não vinha sozinho 
trazia também consigo 
sua mulher e filhinho 

Sem dar conta de nada 
e naquela madrugada 
morrem os três no caminho 
Quando a notícia chegou 
no hospital alguém contou 
o desastre que aconteceu 
Seu pai que tanto sofria 
nunca mais o filho via 
fechou os olhos morreu 

Imigrantes oiçam bem 
não vale a pena correr 
porque pode ser fatal 
Venham todos devagar 
há tempo para cá chegar 
e abraçar Portugal 
 Venham todos devagar 
há tempo para cá chegar 
e abraçar Portugal"



Leram,leram?
Agora todos a cantar em uníssono!

O nosso videoclip favorito,actualmente:

(Têm é que carregar para ver no Youtube!)
E diz o Gui:
-Se o nosso pai nos trai,nós fazemos-lhe isto...



Atenção,piada altamente cinéfila

Diz o Gui:
-E se fizessem uma versão portuguesa* do Thor?
Podia ser o Toino com o martelo de S.João!

*Eu acho que ele queria dizer versão tripeira...Eh,eh!

domingo, 7 de agosto de 2011

Momento WTF do dia:

Depois de lhe ter dado um grande abraço diz-me o Gui:
-És tão querida mamã!Vou morder-te o nariz como recompensa!

Cebola mortífera

Depois de comer montes de salada com cebola,chega o Gui à minha beira,abre a boca,expira para cima de mim e depois de eu ter fingido que tinha desmaiado por causa do mau hálito,ele desata-se a rir e diz:
-Sou uma doninha fedorenta!

Just for the record...

Não sou nenhuma cozinheira extraordinária...pelo contrário,sou bastante naba nas artes culinárias e vejo-me à rasca para cozinhar...
Cá em casa invariavelmente come-se:
Arroz com atum e molho de tomate.
Variadíssimas formas de esparguete.
Frango.
Batatas cozidas com salmão grelhado.
Sopa.
Alface com cebola e azeitonas.
Carne assada.
Bifanas.
Bife com batatas fritas.
Panados.
Ovos mexidos ou estrelados.

E basicamente é só isto que eu sei fazer sem mandar alguém directamente para o hospital vítima de cozinha imprudente e ter que ir presa por tentativa de homicídio.

E diz o Gui depois do Jantar:

-Era muito mais fácil emagrecer se tu não cozinhasses tão bem...

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Não sou a mãe do ano,seguramente!

"Fuck you (fuck you)
Fuck you very, very much
Cause we hate what you do
And we hate your whole crew
So please don't stay in touch..."

Depois de ter ouvido o Gui a cantar de forma correcta e com muita naturalidade a música Fuck you da Lily Allen  (que ele sabe perfeitamente o que quer dizer),tive que lhe perguntar onde é que aprendeu a cantar a música com tanto à vontade...
-Então não andas sempre a cantarolar isto??

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Post lamechas...sorry!

Gosto de ti.

Ocean's 14

Tal como a Percursos sugeriu,planeou e como o nome indica,tratou do itinerário do golpe e visto que já tenho companheiros delinquentes (os meus amigos blogosféricos revelaram-se bem receptivos à prática de delitos),achei por bem dar jus ao nome do blog e começar a delinear um plano para irmos a Los Angeles deixar a Reese Witherspoon sem roupa...
Candybabe alinha,o Observador,a Tânia e a Michalka também me parecem que sim,a Filipa está na equipa (encarregue das roupas de camuflagem) e o Carlos e os seus motivos obscuros também entram...
A Imensidão dos dias e a  Myann já cá cantam e temos também a  Ana FVP,que vai ser o cérebro do golpe depois de se ter revelado uma mastermind do crime...
Salsa está encarregue do apoio moral...a Néua de sabotar as câmaras de segurança,a Cê-Agá de providenciar os sacos para enchermos de vestidos e a Euphoria* de cozinhar na viagem,visto ultimamente andar inclinada para as artes culinárias...
Mais alguém se quer juntar a nós?

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Tendo em conta que eu nunca falei ao Gui acerca do 11 de Setembro não sei donde é que isto saiu...

Estávamos a ver o vídeoclip "Empire State of mind" da Alicia Keys,quando na parte do refrão o Gui diz:
-New York?Se falam que há crise aqui então lá é que é,com os vilões a irem contra as casas...pegam em aviões e destroem os prédios todos!

Desculpem-me,sou uma mãe galinha!

Eu sei que por vezes pareço uma mãe babada,só a enaltecer as qualidades do Gui,a falar dos olhinhos azuis dele e daqueles dentinhos engraçados e como ele é super giro e tal e tal e coisa...e faço muitos posts sobre ele e pode tornar-se chato,mas de facto ele é a coisa mais interessante da minha vida e realmente tenho muita pena da internet não ser suficientemente segura para vos poder mostrar como ele é de facto,para verem que isto não são delírios vindos do meu grande amor por ele...
Tudo o que vos conto aqui são relatos com fiel precisão.
A sério que eu não exagero e não digo isto por ser mãe,ele é mesmo assim:encantador,determinado,cómico,convencido,inteligente,cinéfilo,gozão e inocente...é a criança mais fofinha que conheço.
Ele cativa!Toda a gente que o conhece fica estupefacta com ele,vá ele onde vá...
Na minha família por exemplo,há um bocado o hábito de alienar as crianças,nas reuniões anuais (Natal,Páscoa,Ano Novo e assim) colocamos sempre uma mesa para os adultos e outra para os mais pequeninos,mas enquanto as outras crianças estão todas reunidas,o Gui é o único autorizado a permanecer na mesa dos adultos...
Mais:até se degladiam entre si,para ver quem fica sentado à beira dele!
Na família do pai,a mesma coisa...é convidado para baptizados,comunhões e casamentos de gente que até o Pedro não conhece!
No Natal então,recebe prendas de completos estranhos!
É de vizinhos,de amigas minhas (que nem costumam gostar de crianças),de familiares distantes,de pessoas que só o viram uma vez,como foi o caso de uma senhora que o viu com a avó,na campa do avô e gostou tanto de falar com ele que mandou fazer uma pulseirinha em ouro com o nome dele gravado...e deu à minha sogra quando a viu outra vez no cemitério (bizarro,hã?),ou da costureira oficial da família que não aceita pagamento pela roupa dele ("para a riqueza eu faço isto de borla!") e lhe compra brinquedos caríssimos...
Podia contar-vos tanta coisa!
Já passei por tantas coisas surreais com ele que vejo mesmo que não sou só eu a ter este amor desmedido por ele...ele tem qualquer coisa especial!
Eu até já lhe disse que se não fosse mãe dele e o visse na rua,apaixonava-me de tal maneira que tinha que o raptar e trazer comigo!
Eh,eh!
Por isso,desculpem se vos aborreço por estar sempre a falar dele...mas ele é a minha maior fonte de inspiração!

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Bruno Prime (versão robot)

Hoje estava na paragem com o Gui,quando um ser desprezível ao passar atira-me deliberadamente com uma grande nuvem de fumo para a cara...
Passei-me,claro...mas pensei que o Gui não tinha reparado e não quis fazer uma cena à frente dele.
TOO LATE!
O que é que diz o puto?
-Grande porco,you made a grave mistake!


Anda a ver demasiados "Transformers" este meu filho...

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Eu sou obrigada a rir-me...

O Gui estava a mostrar-me os cadernos de desenhos dele quando eu vejo um Dr.Octopus mesmo bem desenhado...estava mesmo muito giro,com os membros adicionais,as cores do filme e tudo!
Ele aproveitou o elogio e disse-me:
-Mas já viste bem?O narizinho giro...o talento, a obra,a arte!
Este desenho é uma inspiração para o mundo!

domingo, 24 de julho de 2011

hoje a minha mãe disse que seu fosse  mau ela não gostava mais de mim.Andou a  enganar-me estes anos todos querem ver?

sábado, 23 de julho de 2011

What??A Amy Winehouse morreu?

Aparentemente foi encontrada morta em casa...
Ando mesmo mal-informada!

Ironic Mode on

Estava o Pedro a dormir semi-despido no sofá (há que ter em conta que ele é extremamente peludo!) e eu a aspirar com o Gui sempre a pedir-me para brincar quando lhe disse para ir ver um filmezinho e me deixar acabar...
-Filme?
E o que faço ao lobisomem da sala?

sexta-feira, 22 de julho de 2011

hoje  eu vi um  video que o magneto pegou   numa casa.

hoje vi uma grávida  e pensei  que a barriga dela ia esplodir.
olá eu sou o gui eu quero ter um blog para mim para por imagens de legos de filmes que eu gosto de o x-men e de o homem-aranha e do indiana jones e do harry potter e de star wars e do transformers e 300 e também super homem  e zorro e batman e matrix e iron man e capitan america.







E porque alguém tem que ceder...

...e eu sou preguiçosa demais para estar a criar outro blog...este passa a ter dois autores,e tudo o que o meu "colega" de escrita resolver inventar vai ficar com a tag "Gui",para conseguirem diferenciar...
:)

You go,Gui!
Vamos lá ver no que isto vai dar!

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Desculpa,o quê?

E vira-se o Gui agora para mim:
-Também quero ter um blog!
Para me entreter,escrever como tu,falar de legos,ter os meus seguidores...

Vou só ali atirar-me da varanda abaixo e volto já,ok?

Expressões idiomáticas

O Gui é um pouco possessivo e gosta de controlar tudo:
Atende o meu telemóvel,lê as minhas mensagens,a minha agenda,vai ao meu facebook (tanto o meu como o do Presidiário se liga automaticamente),vem aqui ler o blog,lê atentamente o do pai e só não vai ao meu e-mail porque não ainda não percebe nada de passwords...
Hoje,enquanto coscovilhava as minhas mensagens mais uma vez,deu com a expressão "quid pro quo" e ficou curioso com o sentido daquilo.
O Pedro,para se meter com ele disse-lhe:
-É do género:"You'll scratch my back and I'll scratch yours",entendes?
O Gui fez sinal negativo com a cabeça e olhou para mim,já com umas lagriminhas de frustação a escorregarem pelos olhinhos,como que a suplicar ajuda:
-Mãe...tu sabes muito bem que eu não sei o que aquilo significa!
Lá lhe expliquei que queria dizer "troca por troca" ou "isto por aquilo",literalmente mas que naquele contexto específico queria dizer,tal como a expressão inglesa do pai "eu faço isto por ti e depois tu fazes aquilo por mim.
-Um jogo de interesses,percebes?-disse o Pedro.
O Gui,ainda não refeito da brincadeira olha para ele  e num misto de raiva contida e ressentimento replica:
-Yes,I do!

Momento WTF do dia:

Um dos meus grandes defeitos é ser vaidosa.
É mau,tenho completa noção disso e tento corrigir-me,mas como o Presidiário diz,eu e o Gui somos "fotocópias" e a realidade é que lhe transmiti tanto as minhas qualidades como as minhas maiores falhas...
Ontem tive mais um exemplo disso mesmo:
Fomos para a praia com um casal amigo que tem um menino pouco mais novo que o meu pequenito e enquanto eu e o Gui nos distraímos a ouvir música no ipod e a ir para a água,o filho da minha amiga ora comia areia,ora se afastava demais e basicamente não a deixava sossegar um segundo...
Quando viemos embora,estava ela mais morta que viva,o Gui virou-se para ela e num tom paternalista teve a saída mais presunçosa de sempre:
-Deixa lá!Nem toda a gente pode ter um filho igual a mim...

domingo, 10 de julho de 2011

Hoje o Gui foi a exame,no Karaté para mudar de cinto.
Correu lindamente,só se enganou duas vezes e esteve atento,disciplinado e com uma atitude de quem estava ali para partir tudo...
Deixou-nos orgulhosos,eu embora não o deixasse transparecer estava completamente histérica e ansiosa que ele saísse do pavilhão para o poder encher de beijinhos.O Pedro estava absolutamente embevecido,tanto que quando um senhor lhe perguntou qual era a criança dele,ele apontou para a multidão de miúdos e disse:
-É aquele,o mais giro de todos!
Gostei de o ver fazer os passos na perfeição,destacar-se dos outros meninos de cinturão branco e ver a felicidade estampada na carinha dele,mas gostei ainda mais de vê-lo a olhar para mim,triunfante,de cada vez que acabava um exercício...
Quando acabou a cerimónia fomos buscar francesinhas ao nosso restaurante predilecto e viemos para casa descontrair e ver um filme enquanto mergulhávamos as batatinhas no molho mais delicioso de todos os tempos.
Até eu e o Pedro nos engasgarmos a valer quando o Gui ao ver a Katherine Heigl em  Um Azar do Caraças nos disse,indignado:
-Esta ainda ontem estava a morrer na Anatomia de Grey!Grande fingida!

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Lágrimas,parte II

O Gui é uma criança que já viu o Hostel,que adormeceu a ver o Saw e que devora tudo quanto é filmes,no entanto tem um filme na lista negra:
Marley e eu-o único filme que o tinha feito chorar.
Até hoje.
Hoje acrescentamos mais uma película à lista proibida: King Kong!
Chorou tanto,tanto,tanto que estava a ver que a torneira nunca mais fechava...
"Coitadinho do macaquinho...é tão fofinho!
Porque é que os filmes têm que ser tão dramáticos?
Que malditos!
Que porcaria!
Porque é que eu não vi o Hulk?"

quarta-feira, 29 de junho de 2011

É desta que eu vou ficar rica!

Hoje sonhei que uma aranha gigante tinha invadido Portugal e que tínhamos que nos esconder.
Acordei e tinha uma aranha no parapeito da janela,depois fui preparar o pequeno-almoço e estava uma aranha em cima do balcão da cozinha,quando ia a sair peguei nos sapatos e estava outra aranha pequenita em cima da sapateira,fui para a paragem e estava uma teia de aranha a baloiçar ao sabor do vento...
Liguei para a minha bisavó para lhe dar os bons dias e ela estava a matar uma aranha com o chinelo,contei-lhe as minhas desventuras aracnídeas e ela disse-me que era bom sinal,um prenúncio de riqueza e aconselhou-me a jogar na "sorte grande".
Por via das dúvidas,até porque não quero perder a oportunidade de ficar milionária,vou preencher um boletim do euromilhões hoje!

(Se estes bichos dessem mesmo a garantia de enriquecer havia para aí muito boa gente a fazer criações de aranhas...)

sábado, 25 de junho de 2011

A verdade e nada mais que a verdade...

1-Sou loira.VERDADE.
2-As minhas melhores amigas são uma psicóloga clínica,uma gerente de banco,uma maquilhadora profissional ,uma médica e uma auxiliar de geriatria.VERDADE
3-Fui considerada a mais gira da turma anos seguidos.VERDADE,é por isso que sou uma convencida de primeira,nada a fazer!
4-Nunca fui ao estrangeiro.MENTIRA.
5-Tenho 2 tatuagens.MENTIRA,that's just not my thing...
6-Tenho uma colecção de mais de 400 dvds.VERDADE.
7-Tenho olhos verdes.MENTIRA,são castanhos.
8-Pareço muito mais nova do que o que realmente sou.VERDADE,deve ser da voz...
9-Uso óculos.MENTIRA,só mesmo de sol.
10-Peso 56 kg.MENTIRA,peso mais.

sábado, 18 de junho de 2011

True or false?

Plagiando completamente a Rosa Cuequinha decidi dar-vos uma "abébia" e escrever aqui 5 verdades e 5 mentiras...
:)
Alinham na brincadeira de adivinhar quais serão as verdadeiras (ou falsas)?

1-Sou loira.
2-As minhas melhores amigas são uma psicóloga clínica,uma gerente de banco,uma maquilhadora profissional ,uma médica e uma auxiliar de geriatria.
3-Fui considerada a mais gira da turma anos seguidos.
4-Nunca fui ao estrangeiro.
5-Tenho 2 tatuagens.
6-Tenho uma colecção de mais de 400 dvds.
7-Tenho olhos verdes.
8-Pareço muito mais nova do que o que realmente sou.
9-Uso óculos.
10-Peso 56 kg.

Good luck!

Momento WTF do dia,Parte II:

Festival do Panda.
Miúdos a correrem e a saltarem por todo o lado.
Barracas a distribuírem sacos com produtos Nestlé,barras Chocapic,dvds e bonés...
Insufláveis,pranchas de surf,balizas para jogar à bola,escalada e cestos de basket...
Tudo muito alegre e a cantar...

Gui:
"Vem aí o funeral do Panda,
Faltas tu,para assassinar a banda...
Traz a espingarda...e dás uns tirinhos...
Vais poder cortar,espancar e estripar...até ao fim do dia...
Vai ser um dia que não vais esquecer,porque matar também é aprender!
O Panda é meu inimigo,matá-lo é divertido...vai ser um dia a valer...
Matar é fixe...
Yeah,yeah!
Eu bem te disse que matar era fixe!"

Repetiu tantas vezes que até eu já canto esta versão...
Estou a ficar seriamente preocupada!

Momento WTF do dia:

Quando após uma espera interminável chegou finalmente a vez do Gui de fazer uma pintura facial,diz ele para a menina encarregue da maquilhagem:
-Estar em filas desperta-me os meus instintos homicidas...

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Ainda me estou a recuperar do Gui saber o que é "uma tarada sexual"...
O que é que andam a ensinar aos putos,hoje em dia nas escolas?

Anatomia de Grey vista à lupa...

Depois de vermos uns quantos episódios da série diz-me o Gui:
-Não sei como é que gostas desta porcaria...só dramas!
E aquela Meredith é cá uma tarada sexual...

quarta-feira, 15 de junho de 2011

...And all started with The Big Bang...

Já tínhamos tentado antes mas nunca dava...
Ele nunca conseguia acompanhar-me...ou chegar até ao fim.
Não por falta de esforço,coitadinho!
E eu via a frustração dele,pensando que me estava a decepcionar...e por mais que eu dissesse que era normal parecia que isso só o entristecia mais...
Hoje,chegou à minha beira e finalmente despejou tudo de uma vez,na perfeição!
O Gui conseguiu cantar a música do genérico de "The Big Bang Theory"!!
E o bem que ele canta?Sem se engasgar nem nada?
O orgulho,senhores,o orgulho!

terça-feira, 14 de junho de 2011

Gui strikes again...

Lembram-se de eu vos ter contado que o Gui é um prodígio em meter-me em situações embaraçosas?
Hoje,e para não destoar conseguiu a proeza de me envergonhar não uma,mas duas vezes!
A primeira foi com a minha vizinha do lado,que ficou viúva acerca de um mês.Hoje de manhã e andando a estranhar a ausência do marido dela,que se metia sempre com ele resolveu perguntar-lhe:
-Aquele senhor que vivia aqui consigo?Foi-se embora?
A senhora,meia atónita respondeu-lhe:
-Ele faleceu,Gui...foi o funeral no outro dia...
E o palerma o que é que me foi dizer?
-Faleceu?Nem me avisou nem nada!

Strike Two:
Faleceu a irmã da avó do Pedro e como ela está um caco e não pára de chorar e não dava tempo para nos lá irmos na hora do almoço,telefonamos para lá,para o Gui para a tentar animar um bocadinho.
O puto é um desbocado,já todos sabemos,mas o que é que ele se lembrou de dizer à bisavó?
-Ó vó Lurdes...eu sei que ela era tua irmã...mas vê pelo lado positivo...era muito pior se fosse eu!


O dia promete!

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Sweet dreams are made of this:

Hoje aparentemente tive um pesadelo e comecei a falar alto...
O Pedro tinha adormecido na sala,como sempre entre computadores,e-mails e artigos e o Gui foi o único que deu conta...
Acordei com uma mãozinha pequenina a acariciar-me o cabelo e com uns beijinhos no nariz dados aflitivamente na tentativa de me fazer acalmar...
Não consigo recordar nada do sonho mas lembro-me perfeitamente da vozinha melodiosa do Gui a dizer-me,enquanto me abraçava:
-Eu estou aqui à tua beira bebézinha,está tudo bem!

sexta-feira, 10 de junho de 2011

O jeito que um "manto da invisibilidade" me dava agora...

Sabem aqueles momentos em que pensamos em tudo o que já vivemos e os momentos de felicidade nos parecem tão longínquos?
É como se eu estivesse a olhar para uma Diana noutra dimensão,em que só me apetece dizer-lhe:
"Aproveita,estúpida!"
É engraçado que nunca nos apercebemos o quão felizes somos até tudo se desmoronar...e é realmente impressionante como a nossa vida pode colapsar em meros instantes.
Sinto-me como se estivesse a acordar de um longo período de cegueira,onde via tudo através de uma gigante lupa cor-de-rosa,pensava em mim como imbatível e achava que tinha a vida mais perfeita de todas.
Sempre me gabei de ser forte mas estou a fazer um esforço incalculável para parar as lágrimas que teimam em escorrer...

quarta-feira, 8 de junho de 2011

O que eu me ri com esta...

Nós temos uns banquinhos na marquise que não só servem para assento como também para guardar lá os detergentes,sendo de uma madeira bastante sólida,portanto (por sólida entenda-se dura!).
Hoje o Gui esteve entretido a brincar e mudou-os para a beira da porta,esquecendo-se posteriormente de os arrumar,ora o Pedro foi à marquise e como estava ocupado com a roupa e o cesto das molas não reparou nos bancos e trás!Embateu violentamente com o pé nos ditos bancos,rosnou gritou de dor e tanto eu como o Gui fomos ver o que se passava.
Ao ver o pai agarrado ao pé diz ele,completamente livre de sentimentos de culpa:
-Oh!Isso é psicológico!

terça-feira, 7 de junho de 2011

Sabedoria de pequeno-almoço:

Há tempos,estava no carro de uma amiga quando ela recebeu uma chamada que não gostou e desatou a infringir tudo o que era regras de trânsito...acelerou o carro a velocidades nunca antes vistas (por mim) e passou tudo o que era sinal vermelho.
Claro que quase me dava uma síncope mas aguentei-me estoicamente sem entrar em pânico e sem gritar,limitando-me a tentar acalmá-la.
Pensei que nos ia matar e/ou  matar alguém.
Mas não,tivemos sorte.
Quando finalmente parou,deu-me a fúria,desatei aos berros e zanguei-me a sério.
Sou apologista da ideia que devemos sempre honrar o ambiente que nos rodeia e não fazer a ninguém o que não admitíssemos que nos fizessem a nós ...se estamos sozinhos podemos extravasar à vontade,mas a partir do momento em que estão presentes outras pessoas temos que respeitar o seu espaço:
A nossa liberdade acaba quando a do outro começa.
E é este o meu primeiro conselho do dia...o segundo posso confessar-vos,é mais difícil de pôr em prática mas é igualmente bom:
"Trata todos os que amas como se fossem doentes terminais."
Assim de chofre pode parecer macabro,inconveniente,estúpido e sei lá que mais,mas convenhamos,sempre que estamos perto de uma pessoa doente não nos transformamos automaticamente numa pessoa melhor?
Mais calmos e tolerantes,mais carinhosos,pacientes,dedicados e amorosos?
Então porque raio não haveríamos de ser assim com os que mais amamos?
Se quando estivermos realmente enfurecidos com qualquer coisa,prestes a explodir de tanto descontentamento pensarmos "se ele estivesse a morrer,eu ficava assim tão chateada?" a coisa vai-nos parecer muito mais insignificante...
Trust me.
Eu sei do que falo.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Se eu ficar incontactável...já sabem porque é que foi!

O Gui sentou-se no meu colo a pedir-me "miminho",ainda mal nos tínhamos abraçado quando toca o meu telemóvel,era o meu padrinho a comunicar-me os resultados das análises.Desligo e o Gui volta para o meu colo,ainda não tinha passado dois minutos volta o raio do telemóvel a tocar,era o Presidiário,a perguntar o que queríamos para jantar,perguntei-lhe que opções haviam,ouvi a sugestão dele,disse-lhe o que preferia e desliguei.
Voltou a tocar: era uma amiga minha que não se lembrava do nome "de um filme de terror que tem um casal e ela mata-o e estão a gravar tudo por causa das coisas estranhas que se passam em casa",disse-lhe que era o "Actividade Paranormal",ela agradeceu e desligámos.
Aninhou-se em mim novamente,olhou para mim com cara de poucos amigos e disse-me entredentes:
-Se volta a tocar outra vez eu parto o telemóvel!

domingo, 5 de junho de 2011

A vida como ela é...

Desde pequenas que nos "vendem" a ideia de contos de fadas,que eventualmente conheceremos o nosso príncipe encantado,que teremos muitos filhinhos de olhos azuis e seremos felizes para sempre,com muitos vestidinhos com folhos à mistura e se tal não acontece,afinal a nossa história não começa por "era uma vez..." culpabilizamos e martirizamos-nos a pensar no que é que há de errado connosco.
A verdade é que não há relações perfeitas e por muito que prolifere pela blogosfera fora historietas de princesinhas cheias de amor para dar,com o par perfeito,carinho aos molhos,tudo muito cor-de-rosa,na realidade as coisas são bastante diferentes:relações dão trabalho!
O principal motivo é que não há duas pessoas iguais e depois de passar a fase da paixão em que vemos a "nossa pessoa" como uma beleza etérea,o expoente máximo da perfeição, a cortina de fumo desvanece-se e apercebemos-nos de todos os seus defeitos.
Mas isto já sou eu a divagar,na realidade acordei a pensar no quanto sinto falta de silêncio,de estar um tempo só comigo,sossegada,sem pensar em mais nada...é engraçado como estamos tanto tempo com uma pessoa e um dia acordamos só para nos perguntarmos o que ainda nos une.
Eu e o Presidiário não temos nada a ver um com o outro:eu sou impulsiva,ele é racional,eu por qualquer coisa fico possuída,ele é a pessoa mais calma do mundo,sou competitiva,tenho que ser a melhor em tudo e ele é apologista da ideia de que "o importante é participar",gosto de me deitar tarde e se fosse possível acordava todos os dias ao meio-dia,ele adormece facilmente e nem consegue conceber a ideia de acordar fora de horas...eu gosto de comidas requintadas,ele comidas simples,sou o caos personificado,ele é a arrumação em pessoa,gosto de praia,piscina,mar e ele não suporta o calor...aparte o nosso gosto por filmes não temos absolutamente nada em comum e a minha pergunta é:
Como é que estamos juntos,passado tanto tempo?
Por teimosia?Obstinação?
Amizade?
Comodismo?Força do hábito?
Quando começamos a namorar,como casal improvável que éramos ninguém dava nada por nós e honestamente nunca me importei muito com isso...
Até hoje.

sábado, 4 de junho de 2011

Coisas que me tiram do sério:

Ligar para o lar da minha avó materna (não confundir com a bisavó mais linda de todos os tempos) e dizerem-me assim,palavra por palavra:
-Olhe,ó amiga agora o quarto da sua avó fica longe do telefone e eu estou na minha hora de saída por isso não vou acordar a senhora.
Tipo,a sério?
Eram 20h00!
Passei-me!
Posso dizer-vos que pagamos 700€ pelo quarto,fora os extras...700€ esses que vão ser orientados para outro lado qualquer...

E não,não estou a ser injusta nem precipitada,já não é a primeira vez que algo similar acontece e já chegaram inclusivamente a permitir visitas que eu tinha proibido terminantemente.
E eu gosto das coisas direitas.

Põe-te na fila,Gui!

Confrontado com a pergunta "o que queres ser quando fores grande?" responde o meu ilustre filho:
-Super milionário!

Gostava de ter jeito para as artes manuais...

...e transformar tudo o que tocasse em obras de arte originais assim como Ingeja Cobsen que faz isto com paninhos de ponto de cruz:

Conseguir criar assim um calendário perpétuo giro como fazem aqui neste blog:

Ou um conjuntinho "caseiro" de postais como vi aqui:

Ou assim  uns postais "pop-up":

Ou umas almofadas assim giras:

Como é que eu consigo comer coelho...


...com o Gui a fazer piadas acerca do Bugs Bunny morto?
Até me deu a volta ao estômago!

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Momento WTF do dia:

Eu não tenho uma maneira comum de comunicar...
Tenho coisas inusitadas e o estilo de falar é bastante...bem...peculiar!
O sarcasmo é a minha segunda língua e quando alguém no meu grupo de amigos se sai com alguma "boca" ou piada mais estúpida é corriqueiro dizerem "Isso é mesmo à Diana!",por isso já estão a imaginar a peça...
Falo muito,e rápido,gesticulo,tenho montes de expressões características e é isto entre outras coisas o que me torna um ser humano tão especial e memorável (Eh,eh!Estas tiradas convencidas é que se dispensavam,right?).
Pois bem,hoje recebi um telefonema no mínimo caricato de uma amiga de liceu com quem eu já não falava há pelo menos 6 anos,e diz-me ela:
-Acabei de conhecer o teu filho!Sai mesmo a ti,parece que te estou a ver à minha frente!As caras que ele faz,a maneira de falar,o teu sorriso gozão...
Nem tive tempo para assimilar o que ela me disse,por momentos até me esqueci que ele tinha ido numa visita de estudo e só respondi algo do género:
-Como é que sabes que é meu?
Ela lá me explicou que a turma dele foi visitar o espaço onde ela trabalha e que ela reparou nele porque estava a explicar umas coisas (muito acertadamente,diga-se!) a umas miúdas.Achou-lhe piada e começou a falar com ele e às tantas ele corrige-a,tal e qual eu faço,e ela começou a achar aquilo muito familiar...
Palavra puxa palavra lá começaram a falar de super-heróis e filmes e aí fez-se luz na cabeça dela e perguntou-lhe se por acaso o nome dele não era Gui e tinha uma mãe chamada Diana,ele lá confirmou que sim e ela ligou-me logo de seguida...