terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Death and other drugs

Sempre tive uma relação de grande ambiguidade com este assunto...
Não consigo aceitar,ponto.
É-me difícil acreditar em reencarnações,que uns vão para o céu e outros para o inferno e que no fim nos vamos juntar todos e fazer uma grande festa.
I don't think so...
Morremos e acabou tudo,nunca mais vemos os nossos pais nem os nossos filhos,nunca mais comemos um hambúrguer do McDonald's (e quem diz hambúrguer diz lasagna,batatas fritas,gelados,crepes,chocolates),nunca mais nos vestimos a preceito para ir ter com os amigos,nunca mais nos rimos nem brincamos,nunca mais temos o prazer de acordar..
Deixamos de existir,atiram-nos para um buraco (ou reduzem-nos a cinzas) e não há mais nada!
Torna-se escuro para sempre.
Estou a escrever isto com lágrimas nos olhos,frio no estômago,um aperto no coração e uma angústia impossível de descrever.
Morte.
Já estive frente a frente com ela,quando me atirei para uma piscina de forma imprudente (15 anos plenos de estupidez) e também já perdi pessoas que muito amava.Três.In loco.
Isto diz tudo.

17 comentários:

Stôra Lu disse...

Entendo-te. A morte é a morte e pronto, that's the end...

Me,myself & I! disse...

E é uma tristeza,Lu!

pink poison disse...

Já estive frente a frente com a minha e com a de amigos... Muito mau e triste, acaba.. Algo que nos custa tanto a aceitar. Um beijo

Cristina disse...

Eu acredito q há vida p além da morte...Deuxa de haver sofrimento físico e psicológico, o q é 1 alívio!!!

E tb já perdi algumas pessoas: os 2 avós maternos e o meu avó paterno, tios e tias, amigos e amigas...E é 1 dor q é agonizante, inexplicável...
Somente quem perdeu alguém a poderá compreender...

Mas tenta não pensar nisso, keridona, tens 3 razões lindas p viver: os 2 homens da tua vida e a tua mamã!!!!!!!!

Ta' disse...

Eu não acho isso! E li um livro há pouco tempo que ainda me fez acreditar mais que o nosso corpo morre, mas a nossa alma perpetua-se por inúmeras gerações =)

Kella disse...

Não, de todo.
A morte não é o fim.

Close up! disse...

Eu acho o mesmo!
Penso que quando morremos, não há mais nada!

Anónimo disse...

quando se deparamos com a morte da frente ... e ficamos descrentes...

:(

by Mari*=)

Anónimo disse...

quando se deparamos com a morte da frente ... e ficamos descrentes...

:(

by Mari*=)

Anónimo disse...

quando se deparamos com a morte da frente ... e ficamos descrentes...

:(

by Mari*=)

Anónimo disse...

quando se deparamos com a morte da frente ... e ficamos descrentes...

:(

by Mari*=)

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Ultimamente tenho lido sobre este tema, pelo menos uns 3 livros... e sinceramente não sei bem se acredito ou não. Recolheço qe depois do que li fiquei tentada em acreditar.
Tudo é energia, inclusive nós... porque não há-de essa energia incorporar noutro corpo?
Não sei...

Me,myself & I! disse...

É difícil acreditar que tudo acaba e que nunca mais voltamos...e acho que é muito mais fácil acreditar num "destino" melhor...
Mas que provas há que voltamos?

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Penso que o que há são apenas relatos de pessoas que se lembram de vidas anteriores...

Me,myself & I! disse...

Exacto!
Mas porque é que NÓS não nos lembramos?
Devemos confiar assim em relatos de outras pessoas?
Porque é que elas se lembram e nós não?

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Supostamente quando entramos no novo corpo as vidas anteriores ficam no subconsciente e não nos lembramos de nada a menos que se faça uma regressão... que é o que nos faz lembrar.

Se calhar se fizermos uma regressão ficamos a saber se existem de facto vidas passadas... Será?

Não tens visto o programa da Anne Germain (acho que é assim que se escreve) na tvi sextas à noite?

Ana disse...

concordo :'z